Deep Web, submundo da internet.

> Colunas > Tecnologia

0

Coluna | Dicas e informações sobre como funciona o lado obscuro da internet.

http://revistacultive.com.br/wp-content/uploads/2013/10/Revista-Cultive-Deep-Web.jpg

Você já imaginou uma internet que possui um conteúdo tão misterioso, perigoso e ilimitado, onde poucos têm coragem e conhecimento para acessa-la? Essa internet existe e acredite, é absurdamente maior que a internet conhecida pela grande maioria dos seus usuários.

A chamada Deep Web (Web invisível, Undernet ou Web Oculta) é o lado obscuro da internet. Nela são encontradas todos os tipos de informações e transações bizarras e ilícitas como conteúdos nazistas, pedofilia, compra e venda de drogas, canibalismo, assassinos de aluguel, UFC da morte (lutas finalizadas com a morte de um dos oponentes), uma infinidade de vírus, pornografias e até tráfico de pessoas.

Na Deep Web todo conteúdo é criptografado e toda página lá existente não é indexada por uma questão de privacidade. Ou seja, tornam-se invisíveis para quaisquer ferramentas de busca (Google, Bing, Yahoo e outros). Podemos fazer uma analogia de comparação entre a Web e a Deep Web. A primeira seria como a ponta de um iceberg, as ferramentas de busca seriam barcos e a Deep Web a parte submersa do iceberg, sendo a parte submersa equivalente a 90% desse iceberg.  A Deep Web existe devido a uma deficiência da “ponta desse iceberg”: o uso abusivo como meio comercial da mesma. Empresas de buscas online, por exemplo, exploram a falta de privacidade dos usuários -quando estes fazem uma busca, uma transação financeira ou envia um e-mail- para coletar dados e fazer os anúncios de produtos.

Claro que existe o lado bom deste território ”sem lei”. O grupo Anonymous, por exemplo, não é conivente com a ilegalidade que lá existe. Eles detectaram casos de pedofilia com envolvimento de mais de 1600 usuários e entregaram todos os envolvidos para a polícia.

Para entender como funciona a Deep Web é importante saber que a Web se divide em camadas. Estas camadas são diferenciadas pela segurança no acesso que vai de uma eventual autenticação de usuário e senha, até criptografia em nível de hardware. Tais camadas são:

- Level 0 Web (primeira camada) – Common Web:
É o topo do iceberg. Tudo que se acessa e que é exibido nos motores de busca

- Level 1 Web (segunda camada) – Surface Web:
Não é a parte mais profunda  da Deep Web. Possui conteúdo erótico e banco de dados de sites comuns. São fáceis de serem acessados.

- Level 2 Web (terceira camada) – Bergie Web:
É a camada onde um usuário comum consegue acessar sem conhecimentos de programação. Basicamente é até onde as ferramentas de busca acessam.

- Level 3 Web (quarta camada) – Deep Web:
É o meio do iceberg. A partir daqui o acesso se dá somente através de Proxy.  Aqui ficam informações que a maioria de nós pensava que não existia na internet, como por exemplo, artigos sobre vírus, conteúdo adulto ilegal, manuais de suicídio, etc.

- Level 4 Web (quinta camada) – Charter Web:
Aqui é onde fica a verdadeira Deep Web. É necessário ter conhecimento sobre Proxy e os navegadores próprios para o uso da camada.

- Level 5 Web (sexta camada) – Mariana’s Web:
É onde começa a “mitologia virtual”. Aqui se pode (hipoteticamente) encontrar teorias da conspiração, experimentos físicos e termonucleares, experimentos de clonagens, algoritmos geométricos, redes de assassinos, construção de supercomputadores e uma infinidade de informações similares a filmes de ficção.

- Level 6 Web (sétima camada) – Não denominada:
Entre a sexta, sétima e oitava camadas não há alterações significativas.

- Level 7 Web (oitava camada) – The Fog/Virus Soup
Pode se denominar como um “campo de batalha”, onde verdadeiros hackers que tem conhecimentos físicos, quânticos, entre outros elementos da física. É onde todos tentam entrar para a próxima e última camada

- Level 8 Web (última camada) – The Primarch System
A última camada, além de difícil de se alcançar, todos que nela entram ou tentam entrar impedem os outros de entrarem. A última camada é protegida e separada por uma trava que é virtualmente impossível de ser quebrada pelos nossos computadores. Há rumores que na verdade a oitava camada não existe e pouco se sabe sobre ela.

Apesar de ser considerado um território de grande liberdade e diversidade, a Deep Web é constantemente monitorada pela policia federal, Interpol, governos e a CIA. Para acessá-la requer bons conhecimentos em segurança da informação, além de ser extremamente importante ter um antivírus atualizado e eficiente e um bom firewall. É importante para quem entra na Deep Web ter muito cuidado ao acessar certos conteúdos ou até trocar mensagens com outros internautas, você poderá ser rastreado e ter autoridades em sua busca.

Revista-Cultive---Ronni-MilaniRonni Milani é analista de tecnologia e informática, graduado em gestão de redes e T.I. pela Faculdade Infórium de Tecnologia.
Suas keywords são: Tecnologia, Windows, Mobility, Segurança da Informação, Filmes, Carros, Música e Gastronomia. Juntamente com Leon, Ronni assume a coluna de Tecnologia , que vai ao ar todas as quartas-feiras.
Email: ronni@revistacultive.com.br


Deixe seu comentário


Tags:, , ,